Pular para o conteúdo principal

Maria Bethânia e Zeca Pagodinho - De Santo Amaro a Xerém (2018)

Kitembo, ou Tempo, como é mais conhecido no Brasil, é a divindade congo-angolana do tempo em todas as suas dimensões. O tempo que corre alheio aos homens, o tempo cíclico das estações, o da maturação das sementes e da colheita, o do crescimento das crianças. Kitembo é representado pelo baobá, irôko, gameleira branca: árvores que evocam a permanência, a aglutinação do grupo e a continuidade da vida pela lembrança dos ancestrais. No encontro entre Maria Bethânia e Zeca Pagodinho, Kitembo é o Samba, elo que liga Santo Amaro, recôncavo baiano de Maria, a Xerém, quintal sonoro de Zeca.

O início desse encontro foi à gravação do CD/DVD “Quintal do Pagodinho”, em 2016. Na ocasião, os dois cantaram “Sonho Meu”, de Dona Ivone Lara e Délcio Carvalho. A partir de então, a ideia de um trabalho conjunto foi ganhando força e se consumou em 2018, com o espetáculo que lotou casas de shows em algumas capitais no início do ano, foi registrado em CD/DVD nos dias 18 e 19 de maio no Citibank Hall/SP, que estão sendo lançados agora pela gravadora Biscoito Fino, e, pra marcar este lançamento, o show seguirá em uma nova turnê por diversas cidades do país.

O entrosamento entre Bethânia e Zeca passa, em boa medida, pelo amor e respeito com que os dois grandes intérpretes percorrem as veredas musicais que ligam a Bahia ao Rio de Janeiro. As sonoridades baianas que se espraiam pelo recôncavo – entre aboios, sambas de roda, bata de milho e feijão, folias de reis, chulas – abraçam o samba carioca, neto dos tambores do Congo, curtido nos terreiros, gestado nas esquinas do Estácio de Sá, Oswaldo Cruz e Mangueira, e maturado nos quintais suburbanos.

Faixas:
01. Citação instrumental: verdade / Citação instrumental: O que é, o que é
02. Amaro a Xerém
03. Sonho meu
04. Você não entende nada / Cotidiano
05. Citação: De Santo Amaro a Xerém
06.A voz do morro
07. Verdade
08. Lama nas ruas
09. Maneiras
10. Não sou mais disso
11. Saudade louca
12. Vai vadiar
13. Coração em desalinho
14. Samba pras moças
15. Ogum / Citação: Oração de São Jorge
16. Citação: Adalgisa / Falsa baiana
17. Iluminada
18. Pano legal / Café soçaite
19. O x do problema
20. Ronda
21. Negue
22. Marginália ii / Citação: Estação derradeira
23. Pertinho de Salvador / Texto: Santo Amaro / Quixabeira
24. Gente humilde
25. Reconvexo
26. Portela na avenida / Lendas e mistérios da Amazônia / Foi um rio que passou em minha vida
27. Citação: Jequitibá / A surdo um / Exaltação à mangueira / Citação: Chico Buarque da mangueira / Citação: Atrás da verde-e-rosa só não vai quem já morreu / Maria Bethânia, a menina dos olhos de Oyá
28. E daí? (Proibição inútil e ilegal)
29. Desde que o samba é samba
30. Naquela mesa
31. Chão de estrelas
32. Amaro a Xerém
33. Deixa a vida me levar
34. O que é, o que é

Baixar:

223 MB - ZiP - MP3 - 320 Kbps - LANÇAMENTO



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O grande encontro - 20 anos (1 CD) (2016)

A quarta edição desse projeto histórico da Música Popular Brasileira, celebra os 20 anos de existência de O Grande Encontro. Já se passaram 20 anos, desde que antigo Ginásio Machadinho, em Natal, recebeu quatro dos mais influentes artistas brasileiros, representantes máximos de toda a força e cultura nordestina. Agora em 2016, três deles voltam a se unir mais uma vez: a paraibana Elba Ramalho e os pernambucanos, Geraldo Azevedo E Alceu Valença. Mesclando um repertório de clássicos da MPB, música nordestina e sucessos dos três artistas, este projeto é a junção de tudo o que houve de melhor das três edições anteriores. E traz ainda três faixas inéditas para enriquecer ainda mais o repertório e um cenário deslumbrante. Esse encontro histórico, que foi eternizado ao final da turnê de 1996 com um show gravado no Canecão (RJ), teve mais dois volumes, sem a presença de Alceu Valença. Agora, duas décadas após o lançamento do projeto que já vendeu mais de 2 milhões discos, Alceu volta a se unir

Roberto Carlos - O Inimitável [1968]

Primeiro disco lançado após Roberto Carlos deixar o programa Jovem Guarda, da TV Record, "O Inimitável" é considerado o álbum de transição do cantor, embora ainda traga todas as características daquele movimento musical. Nesse álbum, Roberto Carlos usou a influência do Funk e da Tropicália para fazer a transição da Jovem Guarda que é conhecida como pós-Jovem Guarda. Logo na faixa de abertura do LP, com a impactante "E Não Vou Mais Deixar Você Tão Só" (composição de Antônio Marcos), nota-se uma mudança, já que álbuns anteriores tinham canções mais ingênuas como ("Aquele Beijo que te Dei", "É Tempo de Amar" ou "Gosto do Jeitinho dela"). Este era um sinal de mudanças no repertório do músico, que gradualmente mudaria seu gênero, passando a priorizar canções mais maduras e elaboradas, seja entrando de cabeça no soul ou seja canções mais profundas e estridentes como "Se Você Pensa" e "As Curvas da Estrada de Santos" do álb

Zé Ramalho - 20 Anos - Antologia Acústica (1997)

“Antologia Acústica” é uma coletânea do cantor Zé Ramalho, lançada em 1997. O disco dividido em duas partes, reúne os maiores sucessos do cantor em seus 20 anos de carreira, com canções como “Avôhai”, “Chao de Giz”, “Bicho de 7 Cabecas”, e entre outras. Faixas: CD 1: 01. Avôhai 02. Chão de Giz 03. Beira Mar 04. Vila do Sossego 05. Canção Agalopada 06. A Terceira Lâmina 07. Eternas Ondas 08. Garoto de Aluguel 09. Táxi Lunar 10. Kryptônia CD 2: 01. Frevo Mulher 02. Banquete de Signos 03. Força Verde 04. Admirável Gado Novo 05. Galope Rasante 06. Bicho de Sete Cabeças 07. Mulher Nova, Bonita e Carinhosa, Faz o Homem Gemer Sem Sentir Dor 08. Pepitas de Fogo 09. Jardim das Acácias II 10. Batendo na Porta do Céu [Knockin' on Heaven's Door] Baixar: 165 MB - ZiP - MP3 - 320 Kbps Google Drive - Box - MEGA