Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2019

Cassiano - Cedo Ou Tarde (1991)

Lançado já no formato de CD em 1991, para festejar os 20 anos da edição do primeiro LP do compositor de Primavera, Cedo ou Tarde aglutinou participações de peso na ficha técnica. A começar por Marisa Monte, convidada da boa faixa-título. Discípulo ardoroso do mestre, Ed Motta soltou a voz em Know-How. Já Luiz Melodia dividiu Salve Essa Flor com Cassiano, engrossando time que contou também com Djavan (em Coleção, um dos poucos hits populares do compositor), Claudio Zoli (em A Lua e Eu, o outro sucesso de Cassiano) e Sandra de Sá (numa esmaecida Primavera). (Fonte:  Por Trás Da Vitrola ) Faixas do álbum: 01. Eu Amo Você 02. Primavera (Part. Sandra De Sá) 03. Salve Essa Flor (Part. Luiz Melodia) 04. Bye Bye (Part. Karla Sabah) 05. Rio Best-Seller 06. Cedo Ou Tarde (Part. Marisa Monte) 07. Setembro 08. Coleção (Part.Djavan) 09. A Lua E Eu (Part. Claudio Zoli) 10. Know-How (Part. Ed Motta) 11. Intro III (Instrumental) Download: 97 MB - ZIP - MP3 - 320 Kbps - REMAST

Cassiano - Cuban Soul: 18 Kilates (1976)

É impossível falar em soul music no Brasil sem citar o cantor, compositor e guitarrista Cassiano. Seu primeiro álbum, lançado em 1971, já trazia influências de Stevie Wonder e Otis Redding. Lançado originalmente pela Polydor, o álbum foi produzido por Gastão Lamounier e o compositor Paulo Zdanowski, que assina com Cassiano as nove canções. Entre os sucessos do disco, estão “Coleção”, “A Lua e Eu” e “Onda”. Misturando R&B e soul music à moda brasileira, com harmonias ricas e timbre vocal inconfundível, ele apresentou esse que é um dos mais importantes discos da música nacional! Faixas do álbum: 01. Hoje é natal 02. Coleção 03. Ana 04. Onda 05. Central do Brasil 06. Saia dessa fossa 07. De bar em bar 08. Salve essa flor 09. A lua e eu Download: 84 MB - ZIP - MP3 - 320 Kbps - REMASTERIZADO    

Cassiano - Apresentamos nosso Cassiano (1973)

Em 1973, após a parceria com Tim Maia, e seu primeiro disco, veio o álbum que viria ser sua obra de arte. Lançado com o selo Odeon, “Apresentamos  Nosso Cassiano”, é completamente progressivo o que para muitos, supera os aclamados discos da fase Racional de seu amigo síndico. “Apresentamos  Nosso Cassiano” consegue fazer com que o melhor de três estilo musicais distintos sejam aplicados de forma  genial. Faixas como  “A Casa de Pedra”, ”Chuva de Cristal” e “Calçada” que fazem deste disco, o melhor em sua carreira. No single “Calçada”, a introdução magnifica ao estilo soul-psicodélica é algo que sem dúvidas, é uma das criações mais perfeitas de Cassiano. (Fonte: 45rpmoficial ) Faixas do álbum: 01. O Vale 02. Slogan 03. A Casa de Pedra 04. Chuva de Cristal 05. Melissa 06. Castiçal 07. Me Chame Atenção 08. Calçada 09. Cinzas 10. Cedo ou Tarde Download: 87 MB - ZIP - MP3 - 320 Kbps - REMASTERIZADO    

Cassiano - Imagem e Som (1971)

Influenciado pela soul music norte-americana, o paraibano Genival Cassiano dos Santos foi um dos precursores do estilo no Brasil. Beirando os trinta anos, em 1971 ele iniciou sua carreira solo após ter sido sucesso nacional na voz de Tim Maia. Som e Imagem foi seu primeiro LP solo, fundamental em sua escassa discografia. Faixas do álbum: 01. Lenda 02. Ela mandou esperar 03. Tenho dito 04. Já 05. É isso aí 06. O caso das bossas 07. Eu, meu filho e você 08. Primavera (Vai chuva) 09. Minister 10. Uma lágrima 11. Canção dos hippies (Paz e amor) 12. Não fique triste Download:  81 MB - ZIP - MP3 - 320 Kbps - REMASTERIZADO    

Lady Zu - Fêmea Brasileira [1979]

O segundo disco de Lady Zu, "Fêmea Brasileira", foi lançado em 1979 e, de imediato, alçou aos primeiros lugares a música "Hora de União (Samba Soul)", um dueto com seu autor, Totó Mugabe. A canção foi incluída na trilha-sonora da mania nacional da época, a novela "Dancin' Days", da Rede Globo - garantindo-lhe alcance ainda maior de público. Apesar de manter a fórmula disco music na linha de frente:"Disco Dance" (de Totó Mugabe), "Dança Louca" (de Paulinho Camargo) - tema da novela Marron Glacé -, e "Um Pra Lá, Dois Pra Cá) (de T. Mugabe), "Fêmea Brasileira" acenava com a possibilidade de uma guinada para o samba-funk ou mesmo para a MPB. Nesse disco, o clássico "Boneca de Pixe", de Ary Barroso, foi revisto numa deliciosa parceria de Lady Zu com o cantor Luís Vagner. Além disso, "A Banda", de Chico Buarque, ganhou uma inesperada versão dançante. Faixas do álbum: 01. Dança Louca 02. Disco

Alceu Valença - Espelho Cristalino (1977) +SCANS

SCANS : DISPONÍVEL "A faixa-título é inspirada no folclore alagoano. Tem “A dança das borboletas”, em parceria com Zé Ramalho. Zé havia saído da banda para fazer seu próprio trabalho e entramos no estúdio, com Guto Graça Mello. Tudo ia bem até que ele resolveu utilizar um efeito em voz de que não gostei. Sempre tive um cuidado muito grande com minha sonoridade e protestei. Discutimos, ele abandonou a produção e mais uma vez eu conduzi a mixagem até o final. Fiz diversos shows no Rio e saí em turnê no fim daquele ano por várias cidades brasileiras." - Alceu Valença Faixas: 1. Agalopado 02. Maria dos Santos 03. Anjo de Fogo 04. Veneno 05. Espelho Cristalino 06. Eu Sou Você 07. A Dança das Borboletas 08. Sete Léguas Baixar: 57 MB - MP3 - 320 Kbps - REMASTERIZADO Google Drive - Box - MEGA

Alceu Valença - Vivo! (1976) +SCANS

SCANS: DISPONÍVEL "Minhas apresentações ao vivo passaram a fazer sucesso. Com produção de Guto Graça Mello, registramos o show “Vou Danado pra Catende”, durante temporada de dois meses no Teatro Tereza Rachel, no Rio. Gravamos com dois microfones, um amarrado no outro. Um voltado para os músicos, outro para a platéia. Eu me vestia de homem-sanduíche e, ao lado de Zé da Flauta, saía pelas ruas divulgando o show. “Sol e chuva”, “Punhal de Prata”, “Pontos Cardeais”, “Papagaio do Futuro”, além de uma parceria com Geraldo Azevedo, “Edipiana”, estão no repertório." - Alceu Valença Faixas: 01. Casamento da Raposa Com o Rouxinol 02. Descida da Ladeira 03. Pot-Pourri Edipiana N. 1; Emboladas 04. Você Pensa 05. Pot-Pourri Punhal De Prata; O Medo; Quanto É Grande O Autor Da Natureza; Cabelos Longos; Índio Quer Apito 06. Pontos Cardeais 07. Pot-Pourri Papagaio Do Futuro; Emboladas 8. Sol E Chuva Baixar: 86 MB - MP3 - 320 Kbps - REMASTERIZADO pClo

Alceu Valença - Molhado de Suor (1974) +SCANS

SCANS : DISPONÍVEL  Primeiro disco solo de Alceu Valença — depois da estreia com Geraldo Azevedo em Quadrafônico em 1972, Molhado de suor, de 1974 apresentou o artista ao grande público. O LP cristaliza a ancestral influência de Alceu (“sou fruto da cultura de minha terra, das violas, dos cantadores, dos violeiros, dos pastoris lusitanos; dos frevos e blocos, do maracatu, negro; e da coisa moura”) e a moderniza para tratar de ecologia, repressão e paixão. “Meu lado mais doce, onde procuro  transparências. Um lado onde o poema é mais leve.  Molhados de Suor é assim. É o disco de paixão, de uma paixão vaporosa.” Faixas: 01. Borboleta 02. Punhal de Prata 03. Dia Branco 04. Cabelos Longos 05. Chutando Pedras 06. Molhado de Suor 07. Mensageira dos Anjos 08. Papagaio do Futuro 09. Dente de Ocidente 10. Pedras de Sal Baixar: 64 MB - MP3 - 320 Kbps - Remasterizado pCloud - Google Drive - Box - MEGA

Novos Baianos - Acabou Chorare (1972) +SCANS

SCANS: Disponível Novos Baianos foi um nome emblemático na história da música brasileira. O grupo se formou na Bahia, no final dos anos 60 e seu período de atividades foi até o final dos anos 70. A banda era conhecida pelo som que ia de bossa nova, frevo, baião, choro e afoxé ao rock n roll. Grandes nomes da música passaram pelo Novos Baianos, como Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Moraes Moreira, Dadi e Paulinho Boca de Cantor, entre outros. Não foi à toa que esse incrível time fez o disco 'Acabou Chorare', de 1972. Segundo álbum de estúdio da banda, ele é tido para muitos como o melhor disco da história da música brasileira, inclusive eleito com esse título pela revista Rolling Stone Brasil, em uma lista de 2007. É um misto de guitarra elétrica, baixo, bateria, cavaquinho, chocalho, pandeiro e agogô; por isso, é referência em pluralidade musical e abrangência de estilos do Brasil. Mesmo após 40 anos de seu lançamento, 'Acabou Chorare' se mantém como um dos discos mai