Pular para o conteúdo principal

Raul Seixas - A Pedra Do Gênesis (1988)

A Pedra do Gênesis é o décimo quarto álbum de estúdio solo de Raul Seixas, lançado em 22 de agosto de 1988 pela gravadora Copacabana. Este foi o último álbum solo do cantor e o último pela pequena gravadora paulista. Representou uma última tentativa de retornar ao personagem do místico e do profeta que marcaram a fase de maior sucesso de público e crítica de sua carreira. O álbum começa com "A Pedra do Gênesis" que tem ecos do misticismo de "Eu Nasci Há 10 Mil Anos Atrás" e, também, de "Gîtâ" Segue com "A Lei", cuja letra é uma ode ao anarquismo, que tem uma orquestração mais pesada e definida e conta com frases do manifesto da sociedade alternativa, trazendo a música homônima incidentalmente. "Fazendo o Que o Diabo Gosta" apresenta uma correspondência sutil com "S.O.S.", do álbum Gita. "Não Quero mais Andar na Contramão (No No Song)" é uma versão da canção de Hoyt Axton, tornada famosa pelo ex-Beatle Ringo Starr em seu álbum Goodnight Vienna, de 1974. A canção é apenas uma brincadeira, sem nenhuma história pessoal ou propaganda, segundo Raul. "Lua Bonita" é uma toada de Zé do Norte da qual Raul faz uma bela versão e "Areia da Ampulheta" encerra o disco com ecos, novamente, de "Gîtâ".

Faixas:
01. A Pedra do Gênesis 
02. A Lei
03. Check Up
04. Fazendo O Que O Diabo Gosta
05. Cavalos Calados
06. Não Quero Mais Andar Na Contramão (No No Song)
07. I Don’t Really Need You Anymore
08. Lua Bonita
09. Senhora Dona Persona (Pesadelo Mitológico Número 3)
10. Areia Da Ampulheta

Baixar:

59 MB - ZiP - MP3 - 320 Kbps - REMASTERIZADO



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O grande encontro - 20 anos (1 CD) (2016)

A quarta edição desse projeto histórico da Música Popular Brasileira, celebra os 20 anos de existência de O Grande Encontro. Já se passaram 20 anos, desde que antigo Ginásio Machadinho, em Natal, recebeu quatro dos mais influentes artistas brasileiros, representantes máximos de toda a força e cultura nordestina. Agora em 2016, três deles voltam a se unir mais uma vez: a paraibana Elba Ramalho e os pernambucanos, Geraldo Azevedo E Alceu Valença. Mesclando um repertório de clássicos da MPB, música nordestina e sucessos dos três artistas, este projeto é a junção de tudo o que houve de melhor das três edições anteriores. E traz ainda três faixas inéditas para enriquecer ainda mais o repertório e um cenário deslumbrante. Esse encontro histórico, que foi eternizado ao final da turnê de 1996 com um show gravado no Canecão (RJ), teve mais dois volumes, sem a presença de Alceu Valença. Agora, duas décadas após o lançamento do projeto que já vendeu mais de 2 milhões discos, Alceu volta a se unir

Roberto Carlos - Roberto Carlos (1981)

Faixas do álbum: 01. Ele Está Prá Chegar 02. Simples Mágica 03. As Baleias 04. Tudo Pára 05. Doce Loucura 06. Cama E Mesa 07. Emoções 08. Quando O Sol Nascer 09. Eu Preciso De Você 10. Olhando Estrelas Download: 96 MB - ZIP - MP3 - 320 Kbps - REMASTERIZADO MEGA - IceDrive - Degoo

Roberto Carlos - O Inimitável [1968]

Primeiro disco lançado após Roberto Carlos deixar o programa Jovem Guarda, da TV Record, "O Inimitável" é considerado o álbum de transição do cantor, embora ainda traga todas as características daquele movimento musical. Nesse álbum, Roberto Carlos usou a influência do Funk e da Tropicália para fazer a transição da Jovem Guarda que é conhecida como pós-Jovem Guarda. Logo na faixa de abertura do LP, com a impactante "E Não Vou Mais Deixar Você Tão Só" (composição de Antônio Marcos), nota-se uma mudança, já que álbuns anteriores tinham canções mais ingênuas como ("Aquele Beijo que te Dei", "É Tempo de Amar" ou "Gosto do Jeitinho dela"). Este era um sinal de mudanças no repertório do músico, que gradualmente mudaria seu gênero, passando a priorizar canções mais maduras e elaboradas, seja entrando de cabeça no soul ou seja canções mais profundas e estridentes como "Se Você Pensa" e "As Curvas da Estrada de Santos" do álb